É bem conhecido o facto de alguns escritores terem deixado a sua obra numa gaveta (se a obra era escassa) ou num baú (se era volumosa), como foi o caso de Fernando Pessoa. Hoje em dia, um sítio na Internet é a solução ideal. Pela minha parte, embora não esteja previsto, para já, partir para junto dos anjinhos e dos diabinhos, senti que tinha de organizar o que fui escrevendo, em Prosa e Poesia, ao longo do tempo. Assim surgiu este Baú das Letras.

No botão Percurso
Cenas da vida do artista, sem censura nem vergonha nenhuma.

No botão Currículo
Isso mesmo!

No botão Poesia
Os 16 capítulos da minha “Obra Poética Complética”
Atualização recente: Gavota dos poetas destemidos 

No botão Quarteto VS
O capítulo 10 (especial) da Obra Poética Complética

No botão Simbioses
Um formato poético premiado em 1979

No botão Prosa
Alguma dela bem saborosa
Atualização recente:
A Astrologia nos doze poemas de «Mar Português»
do livro MENSAGEM de Fernando Pessoa.

No botão Fotos
Instantâneos da minha câmara fotográfica

No botão Contactos
Dados para enviar críticas, apreços, sugestões, etc.

No Facebook
Página pessoal
Ipiranga – Gritos poéticos de Portugal e Brasil

Muito obrigado pela visita.
Vitorino de Sousa