G A-P

Gestos Astrolo-Poéticos…

… juntando a Astrologia (uma arte milenar depreciada),
com a Poesia (uma arte milenar esquecida).

Um dia, quando a ERA DE AQUÁRIO for forte e saudável, reconheceremos que a Astrologia e a Poesia formam uma parceria simbiótica plena de potencialidades.

Que eu saiba, Fernando Pessoa foi único poeta português que parece ter intuído esse potencial. E foi Raphael Baldaya – o seu heterónimo astrólogo – quem calculou os mapas dos seus colegas poetas Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis.

Fernando Pessoa nasceu em 1888; eu só cheguei 60 anos depois, em 1948. Por isso, bebericando café no ‘Martinho da Arcada’ ou vendo os cacilheiros no Cais da Colunas, não pudemos trocar impressões, por exemplo, sobre o nosso signo solar, Gémeos, ou sobre Escorpião – o signo do seu Ascendente e onde está a minha Lua.

Esta página foi criada com o intuito de colmatar, tanto quanto for possível, a falta dessa convivência com o multifacetado poeta, um alfacinha de gema como eu.

Ainda sobre a ERA DE AQUÁRIO e da insolência renovadora de Urano, aqui tens uma das ‘simbioses’ distinguidas com o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, em 1980: A insolência do pingo no meio da seca.


Vídeo: A ERA DE AQUÁRIO e a Poesia

Abaixo, encontras a lista dos signos do zodíaco.
Nos nomes dos livros tens a ligação para os vídeos que ilustram a forma
como cada arquétipo foi abordado poeticamente.

— A Astrologia camuflada em ‘Mar Português’ (Mensagem), de Fernando Pessoa.
— O Nome do Jogo é Totalidade – Uma versão dos 144 passos da evolução.
— Astrologíssimas Trindades: – A relação dos signos com as estações do ano .

— Os 12 Estados do Ser – Uma descrição dos 12 modelos zodiacais.
— Não sei a hora… – 12 títulos retirados dos 12 poemas de ‘Mar Português’.

A cinzento o que falta fazer…

 

CARNEIRO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘O Infante’
⇒ 
– O Nome do Jogo é Totalidade: VídeoNotas explicativas
– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… :

TOURO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Horizonte’

– O Nome do Jogo é Totalidade:
VídeoNotas explicativas
– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora…
: 

GÉMEOS
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Padrão’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

CARANGUEJO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘O Mostrengo’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

LEÃO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Epitáfio de Bartolomeu Dias’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

VIRGEM
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Os Colombos’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

BALANÇA
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Ocidente’

– O Nome do Jogo é Totalidade:
vídeoNotas explicativas
– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

ESCORPIÃO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Fernão de Magalhães’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

SAGITÁRIO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Ascensão de Vasco da Gama’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

CAPRICÓRNIO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Mar Português’

– O Nome do Jogo é Totalidade:

– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

AQUÁRIO
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘A Última Nau’

– O Nome do Jogo é Totalidade:
vídeo Notas explicativas
– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

PEIXES
– A astrologia camuflada em ‘Mar Português’: ‘Prece’

– O Nome do Jogo é Totalidade:
vídeo Notas explicativas
– Astrologíssima Trindade:

– Os 12 Estados do Ser:
– Não sei a hora… : 

Sentir?… Sinta quem lê!
(Do poema “Isto”, de Fernando Pessoa)
Moldura com o poema em formato ‘simbiose’

Vídeo onde podes ver o movimento das letras para criar a ‘simbiose’

 

“Quando escrevo, visito-me solenemente”
(frase de ‘O Livro do Desassossego’, de Bernardo Soares)
Vídeo  —  Moldura com poema

O meus livros sobre a matéria

Dicionário de termos e símbolos astrológicos 
Os Amigos do Zodíaco a Caminho do Mar 
Crónica da Incrível história do Patinho   
Os Doze Estados do Ser   

Sítios e blogues sobre Fernando Pessoa
emPessoa
Fernando Pessoa e Ofélia Queiroz: 100 anos de amor (1919-2019)