Cenas do Amor Desalmado

Poemas do estrogénio impedido e da testosterona amontoada
– Coleção Masturbanário –


Largo o jornal e grito prà cozinha: 

Amooooor, põe-te a jeito!
Já pus as algemas na caminha
pra me fazeres o que tens feito.
Respondes com voz fininha:

Vais ter que falar c’a vizinha.
O meu pipi , hoje, tá com defeito.

♥  

Tenho vontade de morrer
de tantas saudades que tenho.
Fungo e assou o ranho
para não entristecer.
Para não desfalecer
lembrei-me de ti no banho
aos saltinhos e a gemer.