Vitorino dá uma ajudinha…

Certas pessoas enviam-me emails com questões, algumas bastante pertinentes,
certamente por julgarem que eu as posso ajudar.
Juro que dou sempre o meu melhor,
mas suspeito de que elas nem sempre gostam do que lhes digo. Paciência.

Quanto à minha história, aqui tens um resumo

Já que sou um geminiano de gema, esta é uma montagem fotográfica dos “dois”,
criada pelo meu filho Miguel Bartolomeu, que também é um artista!

Aqui estão as ajudinhas que tenho dado com a melhor das boas vontades

— Ó Sr. Vitorino! Cada vez há mais gente neste mundo. Donde é que eles vêm?

— Imagine que, vendo a população de Portugal a duplicar, a senhora me perguntava: “Virgem Santíssima! Donde é que saiu esta gente toda?”. E eu respondia: “Vieram de outros países”… Portanto, aqueles que estão a fazer crescer a população mundial vieram de outros lugares da galáxia.

— Essa resposta não me ajuda mesmo nadinha! Que me desculpe, mas acho que o Sr. Vitorino passou-se.


— Como posso manter-me em Deus, se estou presa àquela situação de que já lhe falei?

— Tu achas que esse problema é uma prisão, mas ele é uma oportunidade de mudança. Quantos enfrentam problemas mais graves, e são a serenidade em forma de gente? Quantas vezes já te disse que a solução só te chegará quando estiveres equilibrada? Deus, ao ver-te assim, até se arrepende de ter criado este mundo! Portanto, vê lá se arrebitas!